7 dicas para o seu bichinho viver mais e melhor

Cada dia que passa, os animais domésticos têm vivido cada vez mais. Tudo isso graças as inovações na area da medicina veterinária.

Os animais de estimação envelhecem mais rápido do que nós e mais cedo do que gostaríamos. Quem tem um bichinho sabe que não é fácil saber que eles vivem por tão pouco tempo.

No entanto, para ver seu amigo chegar na velhice com pelinhos grisalhos e cheio de saúde, é necessário tomar alguns cuidados que devem ser iniciados quando ele ainda é filhote.

Saiba que atitudes você deve tomar para que ele desfrute dos momentos com você cheio de vitalidade e energia.

Dica 1: Mantenha o calendário de vacinas sempre em dia
As vacinas devem ser aplicadas durante toda a vida do seu bichinho. O calendário de vacinação é iniciado quando ele completa 45 dias de vida dos cães e 60 dias de idade no caso dos gatos.

O cronograma é estipulado pelo médico veterinário. As vacinas mais aplicadas são a V8 e a antirrábica. A primeira protege o pet das seguintes doenças: cinomose, adenovírus, hepatite, parvovirose, leptospirose, parainfluenza, coronavirose e leptospira icterohemorrhagiae.

A vacina antirrábica protege o pet da doença causada por um vírus. A transmissão é feita pela saliva, quando um animal contaminado morde e fere o outro. Por se tratar de uma zoonose, a raiva pode atingir os seres humanos.

Por isso, para a saúde e segurança da família inteira, acompanhe sempre data de retorno de vacinação. Não se esqueça de que o procedimento só pode ser realizado por um médico veterinário.

Ah, para não perder nenhuma data, deixe agendado no Calendário do Google e coloque um alerta para todas as vacinas! 🤓

Dica 2: Deixe seu amigo longe de vermes e parasitas
Pulgas e carrapatos, além de provocar desconforto no animal, podem ser a porta de entrada para doenças graves ou fatais, como a babesiose canina, que é causada por um protozoário e provoca infecção dos glóbulos vermelhos dos cães.

Previna seu bichinho com o antiparasitário recomendado pelo médico veterinário da sua confiança. Somente ele será capaz de prescrever o produto que esteja de acordo com as necessidades do seu amigo.

Os vermífugos também devem ser oferecidos com a frequência determinada pelo profissional. Os vermes intestinais podem causar anemia, desnutrição, vômito, deficiências de vitaminas, diarreia e, em casos mais graves, pode levar a óbito.

Dica 3: Mantenha seu bichinho sempre ativo
Brincar, passear, correr e fazer outras atividades físicas mantém o organismo do animal em perfeito equilíbrio. A rotina de atividades deve estar de acordo com o porte físico e as necessidades do animal.

Reserve um momento do dia para que você possa estimulá-lo a brincar com você. Assim como ocorre conosco, a prática de exercícios previne doenças cardíacas, fortalece a respiração e combate a obesidade.

Leave a Reply