Saiba tudo sobre bichoterapia

Se tem uma verdade nessa vida é que não existe nada mais verdadeiro do que a troca afetiva entre os humanos e os animais. Quem tem um bichinho em casa sabe muito bem do significado de uma relação de amor que se constrói sem necessitar de troca ou reconhecimento.

Não é a toa que já foi comprovado cientificamente que os animais são responsáveis por despertar em nós atitudes que contribuem para o bem-estar do corpo e da mente.

Você sabia que quem tem um bichinho por perto pode, inclusive, se curar de doenças mais rápido em relação às pessoas que não convivem com animais?

Profissionais de áreas multidisciplinares, como médicos, psicoterapeutas, veterinários e pedagogos têm aderido em seu protocolo de tratamento uma abordagem terapêutica denominada bichoterapia.

Mas o que é bichoterapia?
O termo diz respeito às ações que têm como objetivo integrar seres humanos e animais em situações terapêuticas. A prática envolve visitas e momentos de lazer e brincadeiras.

A bichoterapia também pode ser chamada de pet terapia ou zooterapia. Os nomes já dizem muita coisa sobre a importância de animais em determinados tratamentos.

Como bichoterapia contribui para o bem-estar de adultos e crianças?
A relação entre as pessoas e os animais para fins terapêuticos pode ocorrer em diversas situações. Durante a realização de exames, por exemplo, a presença de um cachorro pode deixar uma criança menos tensa e o procedimento deixa de ser traumático.

Um estudo realizado pelo Centro de Pesquisa de Conexão Pessoa-Animal da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, revelou que a visita de um animal durante 12 minutos pode promover melhorias no quadro clínico de pacientes com problemas no coração ou no pulmão.

Exames também comprovaram que houve uma redução significativa na pressão arterial de pessoas que sofrem de hipertensão. Além disso, foi possível notar que houve uma queda na circulação de hormônios que causam ansiedade ou estresse.

Por que a bichoterapia promove efeitos positivos?
De acordo com os especialistas, os animais contribuem para o reequilíbrio de pessoas que sofrem de várias doenças físicas ou psicológicas. A maneira pela qual eles proporcionam isso é simples: doando amor incondicional e de livre e espontânea vontade.

O organismo humano decodifica todo esse carinho por meio da liberação de doses consideráveis de serotonina e dopamina. Essas substâncias são produzidas pelo nosso corpo e servem para transmitir sensações de prazer, tranquilidade e felicidade.

A reação química que teve início com poucos minutos em contato com os animais provocam o aprimoramento do sistema imunológico. Dessa forma, o organismo é capaz de reagir positivamente contra doenças, como depressão, estresse, gripe entre outras.

Leave a Reply